Curso de Aplicação Prática dos Métodos Ágeis em Projetos

Sobre o curso

Curso Curso de Aplicação Prática dos Métodos Ágeis em Projetos
96 Horas/aula

Sobre o curso

Qual a diferença entre métodos ágeis e métodos tradicionais?

Os métodos ágeis têm como características um processo incremental, uma efetiva e contínua colaboração do cliente no desenvolvimento do produto e serviço, uma maior adaptabilidade e simplicidade através de um feedback constante.

Os métodos ágeis possuem impacto no tempo de entrega dos produtos e serviços através de um ciclo de desenvolvimento reduzido e de várias entregas por vez. Além das entregas múltiplas e contínuas, a cada semana ou mês, o cliente faz parte do processo de desenvolvimento desde o início do projeto, trazendo rapidez no desenvolvimento dos produtos que representam a necessidade real do cliente, através da customização durante o desenvolvimento do produto.

Os principais métodos ágeis são o FDD, XP, MSF, DSDM e Scrum. O Feature Driven Development (FDD), ou Desenvolvimento Dirigido a Função, reúne as melhores práticas de outros métodos e tem como principal característica o foco em funcionalidade, permitindo que possa ser realizado um planejamento incremental por fases do ciclo de vida do projeto e conferindo maior agilidade no desenvolvimento de produtos em ambientes de alta incerteza onde as mudanças são inevitáveis.

Esse método é perfeitamente integrável ao Scrum. O eXtreme Programming (XP) é um método ágil com foco no desenvolvimento de software e tem como pilares a agilidade no desenvolvimento de produtos, economia de recursos e qualidade do produto final. Os principais valores são a comunicação, simplicidade e o feedback, através de reuniões diárias para alinhamento, integração contínua dos módulos desenvolvidos, mudanças incrementais; entregas frequentes ao cliente; design simples e funcional; testes de aceitação e melhoria contínua.

 

O Microsoft Solutions Framework (MSF) foca no desenvolvimento de soluções tecnológicas por equipes reduzidas, reduzindo os riscos para o negócio e aumentando a qualidade do produto final, identificando as falhas mais comuns em projetos, reduzindo a reincidência e aumentando as taxas de sucesso de cada iniciativa.

Assim como o Scrum, o MSF tem mais foco na gestão do projeto do que no desenvolvimento da solução em si. Os principais propósitos são o alinhamento da tecnologia desenvolvida com os objetivos de negócio do cliente; escopo bem estruturado e detalhado; desenvolvimento iterativo; gerenciamento de riscos e agilidade na resposta a mudanças.

 

O Dynamic System Development Model (DSDM) ou Modelo de Desenvolvimento de Sistemas Dinâmicos é voltado ao desenvolvimento de projetos com orçamento fixo e prazos curtos, através do desenvolvimento incremental e iterativo, colaboração entre cliente e equipe, além da integração de funcionalidades.

 

O Scrum é o método ágil mais usado atualmente, pela sua integração a outros métodos ágeis com facilidade, aplicando-se não só ao desenvolvimento de softwares como a qualquer projeto. O foco principal é na gestão do projeto, através do planejamento iterativo e incremental e da lista de funcionalidades a serem desenvolvidas.

Esse curso trata dos principais temas referentes aos métodos ágeis como CANVAS, Lean, Kanban, SCRUM, Design Thinking, Business Process Management (BPM) e Business Process Management Notation (BPMN).

Objetivos do curso

Preparar o aluno para gerenciar projetos através dos métodos ágeis mais utilizados no mercado em qualquer organização e ramo de negócio. O diferencial do IPOG é trazer conteúdo e experiência de mercado, tanto teórica quanto prática, para a vida do aluno.

Para quem é?

Profissionais de tecnologia da informação, análise de sistemas e programadores, engenheiros, economistas, administradores, advogados e outros que desejam realizar um curso que os prepare na prática para gerenciarem projetos utilizando os métodos ágeis mais importantes na atualidade, estando aptos para as oportunidades de empregabilidade e trabalho.

Grade curricular

1. MÉTODOS ÁGEIS, PROCESSOS E FERRAMENTAS

Surgimento dos métodos ágeis; Cenários atuais; empresas nesses cenários; O Gerente de Projetos; Método Waterfall ou em Cascata; Priorização e fluxos; Priorização por valor; Feedback ágil; Definição do que é ser ágil; Princípios do Manifesto Ágil; Cultura ágil; Casos de sucesso; Ferramentas; CANVAS; Pensamento Enxuto; Lean; Kanban; Métodos híbridos; Exercícios de aplicação de todo o conhecimento adquirido.

 

2. SCRUM

Definição de Scrum; Principais conceitos; Scrum.org; Papéis e responsabilidades; Pilares e valores; Etapas de desenvolvimento do Scrum; Método SMART; Modelo Sportify (Squad, tribo, Chapter e Guilda); Espaços de trabalho; Product Owner; Scrum Master; Time de Desenvolvimento; Gestão orientada por valor; Product backlog; Priorização do backlog; Estimativas; Cone da incerteza; Total cost of ownership (TCO); Retorno do Investimento; Mínimo produto viável (MVP); Mínimo produto comercializável (MMP); Time to Market; Técnicas de prototipação; Critérios de Aceitação; Visão do produto; Roadmap do produto; Planejamento de Release; Técnicas de estimativa e escalas; Dinâmicas; Eventos Scrum; Sprint; Sprint Planning; Técnicas para produtividade e objetividade; Sprint Backlog e técnicas; Daily Scrum; Progresso e monitoramento do time ágil; Sprint Review; Técnicas para tornar a reunião produtiva; Sprint Retrospective; Scrum na prática da Organização; Radiadores de informação; Planning Onion; Principais desafios; Resistências; Quebra de paradigmas; Exercícios de aplicação de todo o conhecimento adquirido.

 

3. DESIGN THINKING

Definições do Design Thinking; Processo de inovação; Visão múltipla; correlação com gestão; Inovação como diferencial; Criatividade; Inovação, criatividade e gestão da mudança; pilares e processos; Imersão e entendimento; Ideação e criação; Prototipação e testes; desenvolvimento e aplicação; desafios; entrevistas com clientes; Política da empresa cliente; aprendizado por observação dos empregados; experiência do cliente; comunicação; análise e síntese; Exercícios de aplicação de todo o conhecimento adquirido.

 

4. BUSINESS PROCESS MANAGEMENT (BPM) E BUSINESS PROCESS MANAGEMENT NOTATION (BPMN)

Gestão de negócios por processos e por projetos; conceito, estrutura, níveis, tipos e componentes dos processo; arquitetura de processos e arquitetura de negócios; gerenciamento de processos de negócios: definições, papeis, responsabilidades, ciclo de vida, fatores chave de sucesso do BPM; mapeamento de processos; modelagem de processos; etapas para mapear e modelar um processo; fluxogramas para mapeamento e modelagem de processos; foco no cliente; dificuldades e benefícios na identificação de processos; administração estratégica; modelagem de processos; árvore de processos; análise e melhoria; avaliação de desempenho; planejamento do mapeamento e modelagem de processos; responsabilidades; atividades; desenvolvimento do projeto com foco no negócio BPM. Análise e desenvolvimento. Benefícios. Detalhamento da metodologia de modelagem do fluxo de trabalho; Business Process Modeling Notation (BPMN) ou Notação de Modelagem de Processos de Negócio; objetivos e benefícios da notação BPMN, sub processos, atividades e tarefas, eventos de início, intermediário e fim, desvios de fluxo; participantes, raias e artefatos; modelagem de processos com o BizAgi Modeler: Visão geral do BizAgi Modeler e principais elementos; gerenciamento de desempenho de processos; medições, medidas, métricas e indicadores; acompanhamento do desempenho; Exercícios de aplicação de todo o conhecimento adquirido.

Coordenação

Flávio Augusto Settimi Sohler, PhD., DSc., MSc., PMI-PMP, PMI-RMP

Pós-Doutor em engenharia civil pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (Portugal) e Universidade de Hamburg-Harburg, Alemanha. Doutorado em engenharia civil na UFRGS. Doutor em Psicologia Organizacional pela PUC-GO. Mestre em Engenharia de Produção pela PUC-RJ. Graduado em engenharia civil, e Especialista em Análise de Sistemas e Telecomunicações pela PUC-RJ. Especialista em Project Finance pela USP. Possui a certificação do Project Management Institute-USA (PMI) como Project Management Professional (PMP) e Risk Management Professional (RMP). Possui as certificações de Microsoft Certified Trainer (MCT), Microsoft Certified Professional (MCP), Microsoft Certified Professional + Internet (MCP+I), Microsoft Certified Systems Engineer (MCSE), Certified Lotus Specialist (CLS) e Certified Lotus Professional (CLP), Certified Novell Administrator (CNA), Certified Novell Engineer (CNE) e Master CNE (MCNE).
Elaborou projeto selecionado pelo CNPq para pós-doutorado no exterior com o tema “Segurança de Barragens: uma abordagem patológica de riscos qualitativos e quantitativos”. Membro do “Project Management Institute” (PMI) e do comitê de elaboração da ABNT NBR 31000 de Riscos. Possui 20 anos de experiência em gestão de projetos e riscos em diversos empreendimentos e projetos e em planejamento estratégico, como professor e consultor de diversas empresas, ministrando cursos e treinamentos em diversas empresas dos mais variados segmentos; Palestrante em congressos, seminários e cursos nacionais e internacionais; Gerente de Projetos de Pesquisa & Desenvolvimento para ANEEL e FINEP; Coordenador do Escritório de Riscos da Eletrobrás para projetos de geração e transmissão; Coordenador e Professor no IPOG no MBA Gestão e Modelagem de Projetos para Engenharias e Arquitetura; MBA Gerenciamento de Obras, Produtividade, Racionalização e Desempenho da Construção; MBA em Projeto, Dimensionamento e Modelagem de Estruturas e Fundações; MBA em Projeto, Desempenho e Segurança de Empreendimentos de Geração e Transmissão de Energia (Hidroelétrica, Solar, Eólica); Autor de 5 livros: ”A Influência da Cultura Organizacional, Suporte e Coping no Bem-Estar dos Trabalhadores” em 2015; ”Segurança de Barragens: Análise de Riscos Qualitativos e Quantitativos” em 2016; “Gerenciamento de Obras, Qualidade e Desempenho da Construção” em 2017; “Projeto, Execução e Desempenho de Estruturas e Fundações” publicado em 2018; Gestão e Modelagem de Projetos para Engenheiros e Arquitetos em 2019.

Quero investir no meu futuro profissional! Preencha o formulário abaixo e avance na sua carreira

O IPOG

Atualmente o IPOG está presente em todos os estados do Brasil e no Distrito Federal, o que comprova o crescimento do Instituto num segmento de mercado altamente competitivo, que exige modernizações e inovações constantes.

null

A qualidade da aprendizagem aplicada é a razão pela qual 90% dos nossos alunos escolhem o IPOG.

null

Instituição de ensino presente em todo território nacional.

Junte-se a mais de 100.000 estudantes do IPOG agora