Recessão econômica faz crescer número de processos trabalhistas no País

Notícia

 
Recessão econômica faz crescer número de processos trabalhistas no País
02/03/2016

Dados do Tribunal Superior do Trabalho (TST) apontam que o número de processos trabalhistas aumentou mais de 12% no ano passado. Segundo o Tribunal, as varas do Trabalho de todo País receberam 2,6 milhões de ações. Para especialistas, o aumento está diretamente ligado à alta do desemprego em 2015 e ao momento de recessão econômica que o Brasil enfrenta.

Encarar uma ação trabalhista não é uma situação confortável. É algo que nem funcionários, muito menos as empresas, desejam. “E a maior dificuldade em relação a essa área de Ciências e Legislação do Trabalho é o desconhecimento”, afirma o coordenador da pós-graduação Ciências e Legislação do Trabalho do Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG), o juiz do Trabalho Rodrigo Dias da Fonseca.

Essa realidade aponta para a necessidade cada vez maior de profissionais atualizados e especializados, que auxiliem as empresas no que diz respeito aos direitos trabalhistas, tanto para auxiliar nos processos já existentes como na prevenção das ações trabalhistas. “O que se busca é ter profissionais que consigam enfrentar esses problemas trabalhistas na empresa e no Judiciário”, explica o professor e magistrado.

Conhecimento e mercado

O curso de especialização em Ciências e Legislação do Trabalho do IPOG acontece em 20 módulos, sendo que 15 deles são ministrados por juízes do Trabalho com experiência também como professores. Segundo o coordenador do curso, esse conhecimento prático faz com que a pós-graduação seja um divisor de águas na carreira de um profissional da área.

“Nós temos módulos que dão uma visão muito ampla sobre o direito e a legislação do trabalho e pessoas altamente gabaritadas ministrando aulas. Tenho certeza que o resultado disso é muito favorável”, argumenta Rodrigo.

Voltar

Junte-se a mais de 100.000 estudantes do IPOG agora