Método de Rorschach é tema de palestra no IPOG, em Goiânia

Notícia

Método de Rorschach é tema de palestra no IPOG, em Goiânia
30/05/2016

Método De Rorschach é Tema De Palestra No Ipog, Em Goiânia

Desenvolvida pelo psiquiatra e psicanalista suíço Hermann Rorschach, o Método de Rorschach faz parte de um dos mais poderosos recursos de análise de personalidade da atualidade. Composta por um arsenal de imagens abstratas, a ferramenta possibilita ao psicólogo identificar profundamente como determinada pessoa funciona através da percepção que ela tem de cada imagem. “O teste é compreendido através da percepção. A partir da forma como a pessoa percebe as coisas e descreve aquilo que percebe é possível traçar as características de personalidade dela”, explica a doutora em psicologia e professora do curso de Avaliação Psicológica do Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG), Ana Cristina Resende. 

No dia 5 de maio, Ana Cristina se reuniu com alunos e profissionais da área para ministrar palestra sobre a temática e orientou sobre o funcionamento da ferramenta, em quais casos ela deve ser aplicada e sobre a importância de uma formação específica na técnica para não cometer equívocos no momento do diagnóstico.

Método De Rorschach é Tema De Palestra No Ipog, Em Goiânia

“Não é qualquer psicólogo que está apto a aplicar o Rorschach, a interpretar e fazer laudos, mesmo com o Conselho Federal de Psicologia reconhecendo que qualquer pessoa que tenha formação na área tenha competência para trabalhar com qualquer instrumento psicológico. Contudo, para trabalhar com alguns instrumentos da psicologia é preciso mais do que ter visto o teste durante a faculdade e, o Rorschach, é um desses instrumentos que exige mais do profissional. Mais estudo, mais trabalho, para só assim ele aplicar a ferramenta no paciente de forma mais adequada”, explica a doutora. 

A ocasião marcou também o lançamento da 2ª edição do livro “Método de Rorschach – Referências essenciais”, da professora Ana Cristina. “A 1ª edição trazia só as referências mais básicas. A versão mais recente traz soluções de dúvidas, exercícios, mais exemplos, capítulos que falam sobre a validade, confiabilidade e normatização do instrumento, onde ele pode ser utilizado, em que contextos, etc.”, explica a especialista. 

Voltar

Junte-se a mais de 100.000 estudantes do IPOG agora