Mercado de segurança do trabalho é um dos que mais se mantêm em alta no Brasil

Notícia

 
Mercado de segurança do trabalho é um dos que mais se mantêm em alta no Brasil
08/06/2016

Com o desenvolvimento tecnológico do setor industrial, as empresas necessitam cada vez mais de zelar pela integridade dos funcionários

A segurança do trabalho, que já foi tratada apenas como uma formalidade das obrigações trabalhistas das empresas, acabou tornando-se imprescindível para as organizações. Cuidar da saúde, bem-estar e integridade dos funcionários é hoje de extrema importância para qualquer empreendimento já que a competitividade no mercado interno e externo traz em seu desenvolvimento riscos ocupacionais relevantes.

Anualmente, o Brasil registra cerca de 700 mil casos de acidentes de trabalho, gerando um impacto negativo de aproximadamente 70 bilhões de reais, segundo o Ministério da Previdência Social. Esses acidentes ainda resultam no impedimento laboral do trabalhador por lesões, mutilações, doenças ocupacionais, transtornos psíquicos e até a morte, na maioria das vezes sendo provocados por fatores como: inutilidade tecnológica, mobiliários inadequados, ritmos acelerados, assédios, cobranças exageradas e desrespeito às leis.

Em consequência dessa situação, a mentalidade das empresas mudou em relação à prevenção trabalhista. Com isso, o mercado de segurança do trabalho está em contínua expansão.

 

O Engenheiro de Segurança do Trabalho

O profissional que é engenheiro de segurança do trabalho está preparado para prevenir acidentes, detectar pontos de risco e, com isso, interferir no processo produtivo, para que ele ocorra sem o perigo de acidentes, especialmente, graves e fatais. A engenharia de segurança do trabalho é uma área ampla que atua em diversos processos, desde a área rural até os segmentos industriais, como: mineração, indústria de alimentos, construção civil, transporte e todas as atividades produtivas que necessitam dessa avaliação da prevenção.

A Engenheira Civil especialista em Segurança do Trabalho e coordenadora do curso de Engenharia de Segurança do Trabalho do IPOG, Selma Regina Miranda, explica que é de extrema importância que o profissional dessa área se mantenha atualizado e que essa é uma das oportunidades oferecidas pelo curso. “Hoje a dinâmica da legislação é muito rápida. Isso faz com que o profissional tenha que estar permanentemente atualizado e verificando essas modificações, e a gente traz essa atualização para o nosso curso”, destaca a coordenadora.

Além disso, Selma reforça que o profissional da área de segurança do trabalho na engenharia tem uma diversidade de opções para atuação no mercado. “Os alunos poderão ter uma capacitação para atuação plena como engenheiro ou arquiteto especialista em segurança do trabalho. É um mercado de trabalho bem amplo e diversificado”, afirma Selma.

Hora de se especializar

Com esse quadro de desenvolvimento das empresas ameaçado por altos índices de acidentes de trabalho e a necessidade de especialistas que dominem o tema, o Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG) oferece o curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho. A principal proposta é suprir as necessidades do país com profissionais capazes de atuar no setor produtivo, potencializando a geração de riquezas, mas com a preservação da vida e da saúde do trabalhador.

 

 

Voltar

Junte-se a mais de 100.000 estudantes do IPOG agora